Livros DVDs Cursos Promoção Atendimento
  • mockup-As-LeisNaturais-oficial
  • 1-livro-leis-naturais-cosme-massi
  • 2-livro-leis-naturais-cosme-massi
  • 3-livro-leis-naturais-cosme-massi
  • 4-livro-leis-naturais-cosme-massi
  • 5-livro-leis-naturais-cosme-massi
  • 6-livro-leis-naturais-cosme-massi
  • 7-livro-leis-naturais-cosme-massi

Livro – As Leis Naturais e a verdadeira FELICIDADE – Cosme Massi

Super Lançamento

Este livro tem por objetivo principal mostrar as relações entre as leis naturais e o conceito de verdadeira felicidade que será proposto a partir da obra fundamental do Espiritismo: O Livro dos Espíritos.


Título: As Leis Naturais e a verdadeira felicidade
Autor: Cosme Massi
Coleção: Compreender Kardec
Série: Compreender "O Livro dos Espíritos"
Tema: Espiritismo. Espiritualismo. Religião. Ciências da Alma. Filosofia. Filosofia Espírita. Allan Kardec. Ciência. Metafísica.
Páginas: 216
Idioma: Português
Editora: KARDECBooks
ISBN: 9788568615058
Peso: 0,320 Kg

de R$ 62,50 por apenas

3 X sem juros de R$ 16,63

ou R$ 49,90 à vista

COMPRAR

Descrição

SAIBA MAIS SOBRE ESTE PRODUTO

As Leis Naturais e a verdadeira FELICIDADE

Continuando sua série de livros explicativos sobre O Livro dos Espíritos, que agora chega, este, à sua terceira parte e aquela ao seu quarto volume, Cosme Massi aborda as Leis morais. Mas antes de comentar a obra kardequiana, atividade que desempenha constantemente e com profundidade, o autor nos mostra e demonstra, com técnica, clareza e de forma inédita, alguns importantes princípios filosóficos que giram todos, em torno da ação humana.

São discussões acerca dos conceitos de virtudes e das ações morais, onde não se pode passar inerte às grandes questões espíritas. Do texto não pode sair impune o homem de bem que há em potencial em cada um de nós. O autor nos oportuniza um terrível mas necessário empurrão ao mundo das realizações. 

Demais, os comentários ao Livro dos Espíritos são tecidos pelo frutífero caminho das oposições: são comparadas, diante de cada lei moral, as posições do Espiritismo e do materialismo. Um deleite para aqueles que buscam respostas para as principais questões da vida social. 

A Editora.



Conteúdo do livro

• Capítulo I - As categorias fundamentais do espírito, do pensamento ou da alma


• Capítulo II - A ação humana
As leis de Deus estabelecem o que o homem deve e o que não deve fazer, isto é, como o homem deve agir. Por isso, primeiramente vamos caracterizar o que significa uma ação humana, a partir de conceitos ou categorias fundamentais da razão. Essas categorias da razão nos darão os elementos necessários para explicarmos as principais características da categoria ação humana. Entre essas características, discutiremos dois pressupostos de qualquer ação humana: a lei de contradição e a lei de causalidade. Argumentos serão dados para demonstrar que essas duas leis são verdadeiras e que podem ser consideradas como leis naturais, que decorrem da natureza da própria razão humana. Faremos isso nos capítulos I e II.


• Capítulo III - Leis naturais e leis morais
No capítulo III, discutiremos, primeiramente, o conceito de leis naturais ou de Deus, como leis da natureza com validade universal. Sua universalidade decorrerá dos atributos de Deus. A partir desses atributos de Deus, vamos apresentar respostas para duas questões filosóficas que fazem parte da literatura corrente:

  1. mostraremos que o conceito de onipotência divina, na formulação dada por Kardec e pelos Espíritos, não é contraditório, como afirmariam filósofos modernos;
  2. apresentaremos os argumentos que o Espiritismo pode oferecer para responder ao famoso e clássico problema do mal, proposto na Grécia antiga e utilizado por vários filósofos contra a existência de Deus.


• Capítulo IV - A ação moral
No capítulo IV, utilizando do conceito de lei natural e do conceito de ação humana, trataremos de um tipo particular muito importante de ação humana: as ações morais. As ações morais são aquelas ações humanas desinteressadas que respeitam as leis de Deus e que nos conduzirão à verdadeira felicidade.


• Capítulo V - As leis naturais e o direito natural
No capítulo V, usando o conceito de lei natural e o conceito de ação moral, discutiremos os conceitos morais de direitos e deveres. Analisaremos os seguintes tipos de direitos: o direito à vida e o direito à propriedade individual. Mostraremos como o Espiritismo trata da questão do aborto, do suicídio, da pena de morte e da legítima defesa, em contraposição ao Materialismo. Discutiremos as relações dos dois mandamentos de Moisés, não matar e não roubar, com o princípio da não agressão e do direito à propriedade individual. Terminamos este capítulo V definindo a estratégia que utilizaremos para analisar as dez leis morais propostas pelo Espiritismo. A estratégia consistirá em comparar os pontos de vista do Espiritismo com o do Materialismo na análise dessas dez leis morais.


• Capítulo VI - Lei de Adoração
No capítulo VI, analisaremos a lei de adoração, primeira lei moral proposta por Kardec, mostrando que a adoração é mais do que um direito natural é, também, um dever moral, uma ação moral que deve ser praticada por todos os homens. Explicaremos como praticar a adoração e o seu importante papel para a prática das outras leis morais.

• Capítulo VII - Lei do Trabalho

• Capítulo VIII - Lei de Reprodução

• Capítulo IX - Lei de Conservação

• Capítulo X - Lei de Destruição

• Capítulo XI - Lei de sociedade

• Capítulo XII - Lei do Progresso

• Capítulo XIII - Lei de Igualdade

• Capítulo XIV - Lei de Liberdade

• Capítulo XV - Lei de justiça, de amor e de caridade
Nos capítulos VII a XV, analisaremos todas as outras nove leis morais propostas pelo Espiritismo como deveres naturais e não apenas como direitos. E, além disso, procuraremos explicar temas que, às vezes, têm gerado dúvidas no movimento espírita, tais como: a reprodução humana como um dever; a destruição de seres vivos uns pelos outros; as relações entre a conservação e a destruição; a responsabilidade ou não da sociedade pelos crimes humanos; o que significa a igualdade no Espiritismo e suas diferenças com respeito às doutrinas socialistas; as desigualdades sociais e das riquezas; o conceito de livre- arbítrio; o conceito de fatalidade para o Espiritismo; a fatalidade da morte; as diferenças entre Justiça divina e a Lei de justiça; e, por fim, daremos argumentos para explicar por que Kardec formulou uma lei de amor e de caridade e não apenas uma lei de amor.




SOBRE ALLAN KARDEC 

Suas obras apresentam a ciência e a filosofia espíritas com simplicidade e profundidade incomparáveis. Seu estilo, rigor e grandiosidade são incomparáveis. É impossível não se encantar com os seus textos simples, belos, ricos e profundos. Ler Kardec. Compreender Kardec. Viver Kardec.



SOBRE COSME MASSI

Doutor e mestre em Lógica e Filosofia da Ciência pela UNICAMP. Graduado em Física pela UFRJ. Foi professor universitário, pró-reitor e diretor de diversas universidades no Brasil. Ganhador do prêmio Moinho Santista em Lógica Matemática. É criador de tecnologias educacionais. Escritor e palestrante da filosofia e ciência espíritas baseadas em Allan Kardec há mais de 30 anos. Fundador do IDEAK (Instituto de Divulgação Espírita Allan Kardec) e idealizador  da KARDECPEDIA e KARDECPlay.